Heroína: entenda os efeitos e consequências do uso dessa droga

heroína é uma droga ilícita que causa extrema dependência, seu uso é capaz de produzir efeitos como sensação de euforia e bem-estar, relaxamento, fuga à realidade, alívio da dor e da ansiedade e sensação de calma e tranquilidade.

Saiba mais sobre a heroína no conteúdo que preparamos abaixo:

 

O que é heroína?

A heroína é uma droga ilícita, derivada da papoula, assim como a morfina, que causa rápida sensação de prazer, seguida de bem-estar e sonolência. Porém, apesar da euforia que provoca, ela pode causar efeitos colaterais muito graves, dependência, síndrome da abstinência e, em alguns casos, morte.

Como a droga é utilizada?

A heroína é uma droga injetável, ou seja, a maneira mais comum de consumi-la é derretendo o seu pó e o inserindo nas veias, mas ela também pode ser misturada com outras substâncias perigosas, como a cocaína.

Efeitos da heroína no organismo

A heroína é um alucinógeno muito potente que pode alterar toda a estrutura física e fisiológica do cérebro, sendo altamente destruidora. Por conta disso, a dependência pode ser instantânea para muitos usuários.

Confira quais são os principais efeitos dessa droga:

  • Sensação de prazer
  • Sonolência
  • Insônia
  • Depressão
  • Surdez e cegueira
  • Aceleração da respiração e dos batimentos cardíacos
  • Ausência de endorfina no organismo
  • Calafrios constantes
  • Vômitos e diarreia
  • Fortes dores abdominais
  • Estado de coma
  • Morte

Sintomas causados pela droga

A heroína é uma droga que vicia muito rápido, fazendo com que o usuário sinta necessidade de consumi-la novamente para evitar a síndrome da abstinência. Esse consumo frequente piora seus efeitos colaterais e pode provocar graves problemas.

Consequências de curto prazo do uso

Os efeitos imediatos do uso de heroína, ou seja, a sensação de bem-estar e felicidade, duram de 4 a 6 horas. Porém, após isso, os efeitos mudam e podem se tornar negativos, sendo:

  • Náuseas
  • Vômitos
  • Coceiras
  • Sensação de boca seca
  • Impressão de que as extremidades do corpo estão pesadas

Consequências de longo prazo do uso

O uso contínuo de heroína traz problemas sérios para a saúde do usuário. As injeções podem prejudicar as veias e causar infecções nos vasos sanguíneos, além do risco de AIDS e outras infecções.

As principais consequências do uso frequente dessa droga são:

  • Dependência química
  • Necrose dos órgãos
  • Deterioração de partes do cérebro
  • Estado de coma
  • Morte

Overdose de heroína

A overdose acontece quando o usuário usa uma dose excessiva de droga, medicamento ou qualquer tipo de substância e, ao contrário do que muitos pensam, ela não ocorre somente com dependentes químicos. Na verdade, a overdose pode ocorrer até mesmo no primeiro contato de uma pessoa com uma droga.

O motivo principal é o fato do corpo não ter tempo suficiente para eliminar a substância antes que ela cause efeitos graves. Os sinais de overdose incluem:

  • Perda de consciência
  • Confusão
  • Respiração acelerada
  • Vômitos
  • Convulsões

Tratamento para a dependência de heroína

O tratamento para usuários viciados em heroína consiste na utilização de medicamentos que aliviam o período de abstinência provocado pela falta da droga. É um processo bastante complexo e longo, que necessita de acompanhamento psicológico e auxílio de profissionais especializados, tanto para o paciente quanto para os familiares.

Se bem sucedido, o tratamento permite que o usuário de heroína volte a ter sua rotina normal sem vícios e livre dos prejuízos físicos e mentais causados pela dependência.

O exame toxicológico detecta o uso de heroína?

Sim, o exame toxicológico de larga janela de detecção é capaz de identificar com precisão o uso de heroína consumido pelo usuário em até 180 dias depois do último uso.

Além dessa, as outras drogas analisadas pelo exame são:

  • Anfetamina (Rebite)
  • Cocaína e derivados, como o crack
  • Maconha e seus derivados, como skank e haxixe
  • Ecstasy, conhecido como “bala” (MDMA, MDA, MDE)
  • Codeína
  • Metanfetaminas, como meth, ice e speed
  • Heroína
  • Morfina
  • Mazindol

Leia também: O que reprova no exame toxicológico?

© 2020 Chromatox Laboratórios - Todos os direitos reservados